*
 

O presidente Michel Temer (PMDB-SP) se reuniu com ministros e líderes da base no Congresso Nacional para falar sobre conjuntura econômica. O peemedebista já saiu do Palácio do Alvorada, local do encontro, e seguiu para o Planalto. O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, disse que a reunião teve apenas como objetivo compartilhar os bons resultados da economia.

“Hoje foi mais no sentido de compartilhar esses dados e mostrar o agrupamento da base do presidente”, disse o ministro, ao chegar em evento da Câmara dos Deputados para a venda da folha de pagamentos dos servidores.

Imbassahy desconversou sobre o julgamento desta tarde no Supremo Tribunal Federal (STF), que vai votar a ação da defesa do presidente Temer que pede a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na condução de processos contra Temer, e insistiu que o tema da reunião pela manhã, no Palácio da Alvorada, foi estritamente econômico.

Segundo o ministro, os dados positivos da economia estimulam o governo a avançar mais, em especial, na agenda da reforma da Previdência. “Vamos fazer o que tem que ser feito”, declarou.

O ministro lamentou que a primeira denúncia apresentada contra Temer tenha sido “uma intercorrência que atrapalhou a agenda do governo no Congresso”. Ele, no entanto, não quis comentar uma eventual segunda denúncia contra Temer.

A reportagem contabilizou a entrada de pelo menos 17 ministros, entre eles os titulares da Fazenda, Henrique Meirelles, do Planejamento, Dyogo Oliveira, da Casa Civil, Eliseu Padilha, além de 12 deputados.

Entre os líderes do Congresso estavam o líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), o líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP), o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), e o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), além do relator da Reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

 

 

COMENTE

Michel TemerPalácio do Alvorada
comunicar erro à redação