*
 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luis Roberto Barroso concedeu, nesta segunda-feira (17/10), indulto ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu para extinguir a pena imposta a ele no processo do mensalão. Dos sete anos e onze meses de condenação, Dirceu já cumpriu dois: um em regime fechado, outro em regime domiciliar.

Com o benefício, Dirceu ficará livre da pena no mensalão, mas continuará preso pela Lava Jato. Se ele não conseguisse o perdão somariam-se as duas penas, o que levaria a um total de 31 anos e dois meses.

O recurso foi concedido pelo ministro Luís Roberto Barroso. Janot também já havia emitido parecer favorável ao pedido da defesa de José Dirceu em junho deste ano. Para alcançar o indulto é necessário provar que tem bom comportamento e não pode ter tido “falta disciplinar de natureza grave”.

 

 

COMENTE

STFJosé DirceuDirceu
comunicar erro à redação