*
 

O presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, disse nesta terça-feira (20/9) à reportagem, que a proposta de anistiar caixa 2 consta no pacote das 10 medidas anticorrupção e não prevê que ele seja julgado de forma separada. “Esta matéria da criminalização do caixa 2 está nas 10 medidas. Por isso disse que esse assunto só pode voltar a ser tratado assim”, afirmou.

Segundo o presidente em exercício, esse tema foi conversado na semana passada com os parlamentares e o apoio à pauta foi definido pela “maioria dos líderes”.

Ontem e hoje, Maia recebeu diversos parlamentares no gabinete presidencial, mas afirma que não tem tratado de assuntos relativos à Câmara dos Deputados enquanto interino, no lugar do presidente Michel Temer, que está nos Estados Unidos.

Há pouco, o primeiro-secretário da Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), declarou que Maia e praticamente todos os líderes partidários, tirando PSOL e Rede, concordaram com a votação ontem do projeto de criminalização do caixa 2, parado na Casa há oito anos.

Em mais uma proposta que pode beneficiar investigados na Operação Lava Jato, deputados incluíram na pauta de votação de última hora, ontem à noite, requerimento que daria regime de urgência à tramitação do projeto. A ideia era utilizar um texto que tramita desde 2007 na Câmara e trata de regras eleitorais para incluir uma emenda eximindo de pena os que praticarem a contabilidade paralela até a data da aprovação da nova lei.

 

 

COMENTE

Câmara dos DeputadosRodrigo Maiacaixa 2Anistia10 medidas contra corrupção
comunicar erro à redação