*
 

O filósofo Leandro Karnal, bastante admirado por segmentos da esquerda, foi rechaçado após postar uma foto ao lado do juiz federal Sérgio Moro, responsável por muitas das ações da Lava Jato – dita, pela oposição, como perseguidora aos políticos do PT. Em seu programa “Careca de Saber”, da Band News FM, disse que ficou “surpreso” com o ataque virtual e comentou sobre o assunto.

“Tenho dificuldade em entender tamanha polarização”, disse o filósofo, que é também historiador e professor da Universidade Federal de Campinas (Unicamp), em São Paulo. “Fui ameaçado de morte”, ressaltou.

Durante o programa, Karnal afirmou que os temas são muitos complexos e que as reações das pessoas são extremas nas redes sociais. Ele também abordou a “Síndrome de Realidade”, afirmando que a “verdade” que as pessoas procuram não é tão fácil de ser encontrada. “A verdade está no contraditório de cada um de nós”, filosofou.

Karnal também falou sobre o assunto na sua página oficial do Facebook. Em uma longa postagem, afirmou que o “momento brasileiro é estranho e há uma vontade nacional de crucificar”, que continua “o mesmo” e que tem vontade de conversar com ídolos da esquerda, como Ciro Gomes e Dilma Rousseff.

 

 

COMENTE

sérgio moroFilosofiaLeandro Karnal
comunicar erro à redação