*
 

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ)  chegou em Brasília nesta sexta-feira (15/9) por volta das 17h55. Ele embarcou de Curitiba (PR) para prestar depoimento sobre desvios de dinheiro do Fundo de Investimentos da Caixa Econômica Federal (FI-FGTS). Cunha estava detido no Complexo Médico-Penal, em Pinhais.

O deputado cassado ficará no Departamento de Polícia Especializada da Polícia Civil, em Brasília, durante alguns dias, período em que será interrogado na 10ª Vara Criminal Federal. A oitiva ocorrerá nos dias 20 e 22 de setembro, no processo em que ele é réu também por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em operações fraudulentas.

Além de Cunha, são réus nesta ação Lúcio Funaro — apontado como operador financeiro do PMDB —, seu ex-sócio Alexandre Margoto e o ex-vice-presidente de Fundos e Loterias da Caixa Fábio Cleto.

Na PF em Brasília, o ex-deputado vai ficar à disposição das autoridades para depoimentos em investigações diversas.

Suas obrigações com a Justiça têm início na próxima segunda, quando ele será interrogado na 10ª Vara Federal, sob titularidade do juiz Vallisney Oliveira. Neste processo, Cunha é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro desviados de operações do FI-FGTS.

Como Lúcio Funaro também é acusado nessa ação, ambos vão se reencontrar.

 

 

COMENTE

BrasíliaPFcunha
comunicar erro à redação