*
 

O Banco Central bloqueou nesta quarta-feira (28/9) cerca de R$ 800 mil de três contas bancárias pertencentes ao ex-ministro Antonio Palocci e mais R$ 30,9 milhões de sua empresa de consultoria. A informação foi repassada pelo BC à Justiça federal.

A pedido do juiz Sérgio Moro, que comanda as investigações da Lava Jato, a Justiça também já havia bloqueado esta semana R$ 128 milhões nas contas de Palocci, do assessor dele Branislav Kontic e do ex-secretário da Casa Civil Juscelino Dourado. Os três foram presos temporariamente nesta segunda-feira (26/9) na 35ª fase da operação.

No despacho, Moro diz que há provas de que Palocci, que foi ministro dos governos Lula e Dilma Rousseff, era o responsável por receber recursos da construtora Odebrecht e coordenar o repasse a seu grupo político. “Surgiram provas, em cognição sumária, de que ele (Palocci) recebia e era responsável pela coordenação dos recebimentos por parte de seu grupo político de pagamentos sub-reptícios (obtidos de forma ilícita) pelo Grupo Odebrecht.” Com informações do portal G1 e da Agência Estado

 

 

COMENTE

banco centralAntonio Palocci
comunicar erro à redação