*
 

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), se exaltou durante uma discussão com o deputado federal Major Olímpio (SD-SP) e afirmou que o parlamentar “devia ter vergonha” do próprio salário. O bate-boca aconteceu neste sábado (16/9) na entrega de viaturas para a Polícia Militar em São Carlos, interior de São Paulo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Durante o discurso de Alckmin, o deputado usou um microfone e uma caixa de som para reivindicar um aumento salarial para policiais civis e militares. Olímpio gritava frases de efeito, como “Cadê o salário da polícia?”. Com a intervenção do parlamentar, Alckmin reagiu.

Quem aqui ganha R$ 50 mil do povo de São Paulo? Você devia ter vergonha deputado. Vergonha! Ele que grita é que ganha R$ 50 mil do povo”"
Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo
.

Alckmin justificou sua reação: “É ele que está gritando!”. Em seu discurso, o governador prometeu reajustar os salários de servidores civis e militares. Depois da confusão, o tucano tentou aparentar calma, pousou para fotos e conversou com a imprensa sem tocar no assunto.

Olímpio disse ter ficado “surpreso” com o tom do tucano ao microfone. “Alckmin mostrou o desespero dele, é falta de argumento me chamar de marajá. E ainda usou meu bordão ao dizer ‘vergonha’.” O parlamentar disse que recebe uma aposentadoria de major da PM de R$ 13 mil, além do salário de deputado federal – cerca de R$ 33 mil.

Mas, segundo informação divulgada por auxiliares do governador, a aposentadoria de Olímpio seria de R$ 21 mil, em números brutos, que se somariam aos R$ 33 mil que ele recebe como parlamentar.

 

 

COMENTE

Geraldo Alckmin (PSDB)major olímpioDiscussão
comunicar erro à redação