*
 

Uma policial civil foi morta pelo próprio irmão, também agente da lei, durante uma briga por herança. Glória Fabiane morreu na noite de domingo (8/1), no Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro. Fernando Rogério de Souza Melo se entregou em seguida.

O assassinato ocorreu na casa em que os dois moravam. O motivo do crime teria sido, segundo a polícia, a disputa pelo imóvel de dois andares deixado pela avó.

De acordo com o relato do porteiro de um prédio, o tiroteio durou pelo menos 20 minutos. Um outro irmão, também policial civil, foi chamado para negociar a rendição de Fernando, que foi autuado por homicídio e depois levado para o Instituto Pinel para tratar de supostos problemas mentais.

Depois de atingir a irmã, o policial teria tentado se matar, sendo impedido pela companheira. Glória chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.

 

 

COMENTE

Rio de JaneiroHerançapolicial mata irmã
comunicar erro à redação