*
 

Os peritos criminais da Polícia Federal produziram em três anos da Operação Lava Jato um acervo de 1.132 laudos, jamais igualado em outras missões. Desde março de 2014, eles entregaram 390 Laudos de Exame de Equipamento Computacional Portátil, 286 de Exame de Dispositivo de Armazenamento Computacional e 258 de Exame de Equipamento Computacional.

Além disso, foram entregues 80 laudos de Exame Financeiro, 43 de Exame Contábil, 23 de Exame de Local da Internet e 16 de Exame Documental de Engenharia.

A atuação dos peritos criminais federais é fundamental para a conclusão dos inquéritos da Polícia Federal. Os laudos por eles produzidos dão sustentação às investigações e às denúncias criminais levadas à Justiça pelo Ministério Público.

Os peritos são profissionais metódicos, que agem com discrição e são conhecidos pela imparcialidade e isenção. O perito Fábio Salvador, que atua na PF no Paraná — base da maior operação de combate à corrupção já realizada no Brasil —, é apontado como o “cabeça da criminalística” em Curitiba. Graduado em Geologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, mestrado e doutorado em engenharia mineral pela USP, ele comanda uma equipe com mais de 30 peritos criminais federais.

Confira o levantamento de laudos produzidos:

Laudo de Exame de Equipamento Computacional Portátil: 390
Laudo de Exame de Dispositivo de Armazenamento Computacional: 286
Laudo de Exame de Equipamento Computacional: 258
Laudo de Exame Financeiro: 80
Laudo de Exame Contábil: 43
Laudo de Exame de Local da Internet: 23
Laudo de Exame Documental de Engenharia: 16

 

 

COMENTE

Lava JatoOperação Lava Jatoperitoslaudosproduziram
comunicar erro à redação