*
 

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou, nesta quarta-feira (11/1), a morte de uma segunda pessoa que estava com sintomas da doença misteriosa que colocou a Bahia em alerta. De acordo com o órgão, a vítima também sofria com dores muscular intensa e tinha a urina preta.

O homem, que não teve nome e idade revelados, morreu no sábado (7), em Salvador. Segundo reportagem do G1, uma investigação foi aberta para apurar se a morte foi realmente provocada pela doença.

Ainda sem informações sobre o que pode estar causando o surto, os quadros investigados estão sendo tratados como “mialgia [dor] aguda a esclarecer”.

A primeira morte registrada como suspeita de ter sido em decorrência da doença foi também de um homem, em 31 de dezembro, em Salvador.

Pesquisas
Até onde se sabe, a doença provoca dor muscular intensa e deixa a urina preta, mas ainda não há informações precisas sobre a causa da enfermidade. “Nós trabalhamos com quatro hipóteses: contaminação por bactérias, por vírus, por metais pesados e por toxina. A nossa maior preocupação é o número de casos. Nós estamos hoje com 52 casos, e não temos uma resposta para dar à população, e isso nos traz uma grande angústia”, explicou a superintendente de vigilância à saúde da Sesab, Ita Cácia Aguiar, ao G1.

Inicialmente, os especialistas passaram a desconfiar que o problema estaria relacionado ao consumo de um determinado peixe do litoral da Bahia conhecido como olho de boi ou arabaiana, no entanto, a hipótese não foi confirmada.

 

 

COMENTE

Bahiadoença
comunicar erro à redação