*
 

As mães que fazem parte da Biblioteca Nuestors Hijos — uma fundação que mantém viva as lembranças dos sobreviventes da tragédia aérea de 1972, quando o avião dos jogadores do time de rugby do Uruguai caiu na Cordilheira dos Andes, matando 29 pessoas — enviaram uma carta emocionante aos familiares dos atletas da Chapecoense. Confira a carta na íntegra:

Quarenta e três anos atrás, mas na Cordilheira dos Andes, mães, pais e irmãos de um grupo de atletas uruguaios viviam uma angústia como a que estão experimentando os seres queridos dos falecidos no acidente do avião que levava a equipe de Chapecoense.

Como, agora, uns viveram e outros ficaram na memória para sempre. É difícil em circunstâncias como estas pensar além da dor, mas vocês têm toda a nossa solidariedade e empatia.

As mães daqueles que não voltaram dos Andes fundaram a Biblioteca Nossos Filhos sublimando sua dor, para servir a outros e manter viva a lembrança de seus filhos. Desde aí abrimos nossos corações para as famílias e amigos das vítimas de Chapecó, Brasil.

O post no Facebook já tem mais de 192 compartilhamentos. A fundação mantém uma biblioteca que trabalha para promover a leitura, a formação acadêmica e cultural de crianças, adolescentes e adultos no Uruguai. O local dispõe de mais de 16 mil publicações em espanhol, inglês e francês.

 


 

COMENTE

Chapecoense
comunicar erro à redação