*
 

O Metrópoles é finalista do 23º Concurso Latinoamericano de Fotografia Documental. O trabalho “Confronto entre a Polícia Legislativa e Agentes Penitenciários no Congresso Nacional”, da repórter fotográfica Rafaela Felicciano, está entre os 13 selecionados na categoria “Conflitos Laborais”.
A imagem foi registrada em 18 de abril deste ano, quando manifestantes invadiram o parlamento brasileiro em protesto contra a reforma da Previdência. Houve depredações e ativistas precisaram ser contidos pela polícia, inclusive com uso de sprays de pimenta.

Para o editor de Fotografia do Metrópoles, Daniel Ferreira, a cena traduz o empenho de toda a equipe em levar ao leitor um material diferenciado: “A imagem finalista reflete a busca de todos nós, fotojornalistas, pela captura da essência da notícia”.

O tradicional prêmio do Concurso Latinoamericano de Fotografia Documental é concedido pela Escuela Nacional Sindical (ENS), organização não governamental da Colômbia ligada aos direitos trabalhistas em âmbito internacional. Na edição deste ano, foram avaliadas 4.343 imagens enviadas por 1.741 profissionais de 29 países.

A premiação e a abertura da exposição com as fotos participantes ocorrerão em 10 de outubro no Jardim Botânico de Medellín, na Colômbia.

Reconhecimento
Em apenas dois anos de existência, o Metrópoles tem se destacado na imprensa com a conquista de expressivos reconhecimentos profissionais. Em 17 de agosto, a reportagem “Ossos do ofício: a rotina cruel dos trabalhadores de frigoríficos”, foi a vencedora do prêmio Ministério Público do Trabalho (MPT) de Jornalismo 2017 nas categorias Webjornalismo Nacional e Regional Centro-Oeste.

Fruto do trabalho de uma equipe composta por 15 profissionais da redação, a matéria especial aborda como os frigoríficos de todo o Brasil se transformaram em fábricas de pessoas doentes.

Em junho deste ano, a reportagem especial “Avisa quando chegar – O assédio que paralisa as mulheres” ganhou o prêmio CNH de Jornalismo Econômico na categoria Transporte.

O mesmo especial conquistou o CNT de Jornalismo, em novembro de 2016, na categoria Internet, além do atestado de excelência no quesito Projeto no prêmio da Society for News Design (Sociedade do Design de Notícias), organização internacional que apoia profissionais da imprensa e premiou o Melhor Design Digital de 2016, considerado o Oscar do jornalismo gráfico.

A SDN reconheceu na categoria Notícias Diárias: Cobertura Programada, a reportagem “Um Impeachment em Quadrinhos”, sobre a derrocada da então presidente Dilma Rousseff (PT). Em 2016, o portal ganhou o Prêmio Engenho de Comunicação, que reconhece veículos e jornalistas que produzem notícias a partir da capital federal, na categoria Melhor Site. Também faturou o Prêmio Abracopel de Jornalismo com a reportagem “Distrito Federal registra alta nos acidentes elétricos em 2016”.

Sagrou-se ainda vencedor no concurso da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de Jornalismo 2016 na categoria Destaque Regional Centro-Oeste. A reportagem selecionada pelos jurados foi “O despertar do Centro-Oeste para a revolução industrial”, que debate o desenvolvimento econômico da região. A matéria “Feira dos Importados – A Máfia do Comércio de Rua” foi finalista na mesma categoria.

Em dezembro de 2015, a reportagem especial “Um deserto chamado Distrito Federal” foi escolhida como a melhor cobertura na categoria Utilidade Pública para Internet do 2º Prêmio Corpo de Bombeiros de Comunicação. Foram avaliadas 867 matérias de veículos impressos, internet, rádio e tevê.

O Metrópoles foi também finalista no Prêmio Abear de Jornalismo. A reportagem selecionada, “O céu é para todos“, faz um diagnóstico dos avanços da aviação civil nos últimos anos e lista os principais desafios do momento atual do setor.

 

 

COMENTE

Finalistaprêmio23º Concurso Latinoamericano de Fotografia DocumentalRafaela Felicciano
comunicar erro à redação