*
 

A mãe de uma criança de dois anos afirma ter agredido uma professora de uma creche municipal de Praia Grande (litoral de São Paulo), após ter flagrado o filho sendo agredido por ela. De acordo reportagem do G1, a autônoma Amanda Barros, mãe da criança, viu o menino apanhando com uma sandália.

 

O caso aconteceu há uma semana, no dia 22 de novembro. À publicação, Amanda contou que só flagrou a cena porque precisou buscar o filho mais cedo na creche. “Logo que abri a porta da sala de aula, ela deu duas ‘chineladas’ em uma criança. Na hora eu já me assustei, mas ainda não tinha percebido que era meu filho. Quando vi que era ele, fiquei louca”, revelou Amanda.

Reprodução/Arquivo PessoalEm nota ao G1, a Secretaria de Educação de Praia Grande (Seduc) se limitou a dizer que já tomou conhecimento do caso e deu início ao processo para apuração dos fatos.

Revoltada, Amanda registrou um boletim de ocorrência na delegacia da região. Ela também tirou o filho da creche, mas cobra posicionamento da Secretaria de Educação Municipal, que manteve a docente em sala de aula.

 

 

 


 

COMENTE

São Pauloagressão física
comunicar erro à redação