*
 

As reservas cambiais da China encolheram a um ritmo mais rápido em agosto, de acordo com dados do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês), divulgados nesta quarta-feira (7/9).

As reservas caíram em até US$ 15,89 bilhões em relação ao mês anterior, para US$ 3,185 trilhões, na sequência de uma queda de US$ 4,10 bilhões em julho. Economistas consultados pelo The Wall Street Journal esperavam uma redução de US$ 2 bilhões em agosto

A queda nas reservas de capital sugere que a pressão de saída de capital pode ter aumentado em agosto, apesar dos esforços do governo para aumentar o controle sobre os fluxos de capital e estabilizar a taxa do yuan. As variações na valorização das principais moedas contra o dólar americano também têm sido um fator por trás dos baixos números de reserva nos últimos meses.

Caso os EUA elevem as taxas de juros no final deste ano, a China pode enfrentar uma nova pressão de saída de capital, apontam economistas.

 

 

COMENTE

Chinareservas cambiais
comunicar erro à redação