*
 

A crise política pressiona os mercados locais na manhã desta quinta-feira (1º/12), com dólar e juros futuros em alta. Um dos ruídos políticos que ecoam nesta data foi o Senado ter tentado uma manobra para votar na calada da noite o pacote anticorrupção, que foi desconfigurado pela Câmara na madrugada de terça (29/11) para quarta-feira (30). Além disso, há expectativa de que em breve seja se tornem públicas delações premiadas de executivos da Odebrecht.

Às 9h42, o dólar à vista subia 0,62%, a R$ 3,4089. O dólar para janeiro tinha alta de 0,67%, a R$ 3,4390.

Ainda na política e no radar, segundo coluna da Vera Magalhães desta quinta, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pode usar a autoconvocação do Congresso em dezembro e janeiro, já anunciada por ele, para pautar as matérias que têm como objetivo frear as investigações da Lava Jato. Estão nesse pacote, o projeto, alterado pela Câmara, das 10 Medidas de Combate à Corrupção, e outro, de sua autoria, que modifica a lei de abuso de autoridade para tornar mais severas punições a juízes e procuradores.

 




 

COMENTE

alta do dólar
comunicar erro à redação