*
 

Descobrir startups brasileiras com soluções digitais inovadoras voltadas para a área da saúde. Esse é o objetivo da 2ª edição do prêmio Desafio Pfizer, que selecionará três novas empresas para um programa de mentoria com executivos da companhia no Brasil e nos Estados Unidos. A iniciativa é uma parceria da multinacional farmacêutica com a Berrini Ventures, aceleradora de startups na área da saúde

As três startups que apresentarem os projetos mais inovadores e bem avaliados serão contempladas com programas de mentoria e aceleração. Doze empresas serão escolhidas entre os inscritos para apresentar seus projetos a uma banca multidisciplinar formada por executivos do mercado. O resultado da seleção será divulgado no dia 15 de setembro. Já o anúncio do vencedor ocorre no dia 27 de setembro, durante o Hospital Innovation Show, em São Paulo.

“Para a Pfizer, que tem a inovação em seu próprio DNA e investe fortemente em pesquisa e desenvolvimento em busca de novos tratamentos, essa é uma grande oportunidade de impulsionar o desenvolvimento de produtos e soluções que ajudem a melhorar a prática médica e, consequentemente, a vida dos pacientes, criando valor para a sociedade como um todo”, afirma o diretor comercial da Pfizer, Vagner Pin.

Os interessados em participar podem se inscrever por meio do site www.desafiopfizer.com.br até o dia 4 de setembro. Serão aceitas startups que estão em qualquer uma das três etapas de desenvolvimento: early-stage (fase inicial), commitment (empresas com solução em uso beta por usuários), e scalling (que possui produtos finalizados e estão em ritmo de crescimento expressivo no número de clientes).

Edição anterior
A primeira edição do Desafio Pfizer, realizada no ano passado, teve quatro vencedores:

  • LinCare desenvolveu uma pulseira inteligente para monitorar idosos com doenças crônicas.
  • A Epistemic criou um dispositivo que detecta surtos epiléticos 25 minutos antes, enviando um alerta para o celular do paciente e do médico.
  • DoctorID elaborou uma solução para melhorar a gestão de plantões e escalas médicas.
  • Clever Care criou um monitoramento de pacientes à distância, reduzindo custos operacionais.

Para a fundadora da LinCare, a empresária Ana da Mata, participar do concurso foi uma experiência enriquecedora, que auxiliou a startup a se desenvolver. O contato com uma empresa de renome mundial nos fez amadurecer e enxergar possibilidades por meio da ajuda e da colaboração dos mentores. Ganhamos uma aprovação do negócio e a ajuda de experts que colaboraram com o nosso projeto, declara.

 

 

 

COMENTE

Pfizer
comunicar erro à redação