*
 

O apresentador Sikêra Junior ficou famoso no fim de 2016 quando rogou uma praga para usuários de maconha. Em um vídeo que bombou nas redes sociais, ele disse: “Você, que fuma maconha, vai morrer antes do Natal.”

Porém, após sofrer um infarto na semana passada, ele tem aproveitado o repouso obrigatório para repensar conceitos. Ao UOL, o jornalista de 49 anos afirmou que é a favor da legalização da droga. “Tive a criação do meu pai de que maconha dá cadeia ou cemitério. Hoje não, tenho colega que fuma maconha. Sei que tem muito maconheiro que não faz mal a ninguém”, disse.

Sikêra acredita que, com a legalização, não haveria tráfico. “Quer fumar, fuma, mas pelo menos não precisa subir o morro, levar um tiro. Aí a moçada não vai para a delegacia responder por um cigarro de maconha enquanto senadores pegam bilhões, fazem o que querem e não dá em nada.”

Fumante de cigarros comuns, ele achou que iria morrer quando, no hospital, ouviu de um enfermeiro que sofreria um infarto. Após ter alta, o apresentador não acredita que a “maldição” contra os usuários de maconha teve relação com seu problema de saúde. “Essa brincadeira é velha, faço há mais de dois, três anos. Agora que vazou para o Brasil inteiro. Mas não estou nem aí. Não me arrependo”, garante.

 

 

 

 

 

 

COMENTE

MaconhaLegalização
comunicar erro à redação